Palestrante e Consultora em Educação

Palestrante e Consultora em Educação: para Gestores, Coordenadores, Professores e/ou Pais.







Site: http://www.vandaminini.com.br/



Vídeo Entrevista de TV Panorama (afiliada Tv Cultura) - Programa Panorama Geral









http://www.youtube.com/watch?v=64HLyx2Oupg&feature=g-all-fbc


VIDEO da Inauguração da Brinquedoteca Sustentável, projeto idealizado por mim:
http://bandsc.com.br/canais/educacao/inaugurada_em_sao_jose_a_primeira_brinquedoteca_de_uma_universidade_de_santa_catarina.html










segunda-feira, 2 de abril de 2012

Planejamento com Datas Comemorativas na Educação Infantil

Na Educação Infantil, algumas creches e pré-escolas ainda se baseiam em datas comemorativas para elaborar o planejamento de aula. Não que isto esteja errado, pois não existe certo e errado em se tratando de educação, o que existe são concepções de criança, infância e mundo diversificadas.

Vocês devem estar questionando se não existe certo e nem errado em termos de concepções de se trabalhar com crianças pequenas, qual é o propósito deste texto? O propósito é repensar como estas datas comemorativas invadem o universo educacional e qual é o sentido de se trabalhar a data comemorativa. Vejo alguns equívocos acontecerem que precisam ser repensados.

Muitas vezes estas comemorações são tão superficiais e fora de propósito, ou seja, sem significado algum para as crianças e para o seu aprendizado. São aprendizagens irreais, na qual o verdadeiro sentido da data deixa de existir. Dependendo de como se comemora alguma data em específico, pode até ser pejorativa e discriminatória.
 
 Já presenciei algumas cenas com relação à data de Comemoração do Dia dos Índios que não condiziam com a realidade desta cultura, que deve ser respeitada, pois são seres humanos. A Educação Infantil, muitas vezes, não comemora o significado real da diversidade das culturas, e isto se deve ao fato de que nem os profissionais da educação conhecem de fato o que estão fazendo, simplesmente reproduzem, sem sentido, aquilo que também fizeram na época de infância.


Mas isto precisa ser refletido de maneira a educar, cuidar ensinando de maneira significativa, dentro da realidade e com apropriações que fazem sentido para a vida das crianças. Vou voltar ao exemplo da data de Comemoração do Dia dos Índios, somente para que todos reflitam, embora poderia ser qualquer outro exemplo, mas confesso que esta data, algumas vezes, deixa-me indignada. O cocar de penas, as pinturas usadas nos corpos do povo indígena possuem um significado específico para aquela cultura, diferente para outras, e vejo nas escolas, professoras pintando, de guache ou tinta de pintura de rosto, sinais sem saber o que estão fazendo de fato. Crianças saem, ao final do dia, com cocares de cartolinas, mesmo se usarem penas, não vem ao acaso o material usado, mas sim, a forma como isto vem sendo colocado em algumas instituições. Aí você pergunta para a criança? O que é ser índio no Brasil? Onde eles vivem? Qual significado tem esta cultura? Muitas vezes esses valores, que a meu ver são importantes, acabam deixados de lado, talvez por falta de conhecimento do próprio professor.

Não que eles estejam errados. Não é isso! Mas não pararam para refletir sua prática pedagógica de maneira a construir significados para a aprendizagem infantil. Criar significados é dar sentido ao que se aprende, como se aprende, porque se aprende. Existe a necessidade de estarmos “localizados” em relação ao mundo a nossa volta. Além de nos mover nele, precisamos saber como nos comportar para dominá-lo física ou intelectualmente, identificar e resolver os problemas que se apresentam: é por isso que criamos as significações. Frente a esse mundo de objetos, pessoas, acontecimentos ou ideias, não somos (apenas) automatismos, nem estamos isolados num vazio social, partilhamos esse mundo com os outros, que nos servem de apoio, às vezes de forma convergente, outras pelo conflito, para compreendê-lo, administrá-lo ou enfrentá-lo. Estes são guiados quanto ao modo de nomear e definir conjuntamente os diferentes aspectos da realidade diária. Quanto à forma de interpretar esses aspectos, tomar decisões e, eventualmente, posicionar-se frente a eles de forma defensiva. Portanto, as significações sociais, na medida em que são visões de construções de imagens intelectuais de uma determinada época, são estabelecidas para que os indivíduos possam relacionar-se e sentir-se mais seguros.

Neste sentido gestores, professores e pais repensem os significados que dão para as datas comemorativas na Educação Infantil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário