Google+ Followers

domingo, 15 de abril de 2012

Quais tipos de jogos, brinquedos e brincadeiras infantis são as melhores para serem realizadas com as crianças pequenas?

Começo este texto com uma pergunta: Qual é o significado de dar jogos e/ou brinquedos para as crianças pequenas? Quando a criança recebe um brinquedo ou um jogo, ela aprende, entre outras coisas, a ser mais generosa e mais dócil, porque na convivência, este comportamento de dar e saber receber são importantes. 
Porém, pais e professores, é necessário saber escolher estes jogos e/ou brinquedos. Ler somente a caixa do brinquedo ou jogo e verificar a idade, não é suficiente. Existem jogos e brinquedos no mercado com especificidade para a idade, mas que são extremamente violentos. E o fabricante não está interessado em discernir entre jogos e brinquedos violentos ou não, para eles o que importa é vender. Já para os familiares e para a escola, o que importa é educar.

Cuidado com falsas armadilhas que existem nas caixas de jogos e brinquedos para fazer vender. Não comprem objetos que incitam mais a violência, como brinquedos que imitam armas de fogo. Prestem atenção, também, nos jogos eletrônicos, o que parece inofensivo e próprio para aquela idade, pode não ser tão inofensivo assim.

O que é jogo e/ou brinquedo educativo para a escola, muitas vezes, não é para os pais e vice-versa. Nas escolas, brinquedos como arma de fogo não devem existir. Então, por que muitos pais assim o fazem? Isto serve não somente para as armas de fogo, pois existem jogos que possuem, “camuflados” em sua concepção, estupro, assaltos ou roubos. É uma pena que não posso citar nomes aqui e fabricantes, mas só lhes peço que olhem e reflitam muito antes de comprar um jogo para as crianças. É importante não se ater à conversa do vendedor ou somente no que está escrito nas caixas. É imprescindível analisar profundamente todos os detalhes, antes de comprar algo para os pequenos. A mesma reflexão serve para as brincadeiras que realizamos com as crianças em nosso convívio.

Educar é ensinar a ser generoso e dócil e não ser violento, pois se quisermos uma sociedade melhor para nossos filhos e netos, cada um tem de fazer a sua parte. Se não comprássemos estes tipos de jogos e brinquedos, o industrial teria de repensar na sua fabricação, mas enquanto estivermos fazendo o contrário, contribuiremos com pequenos gestos para uma sociedade violenta.      

Nenhum comentário:

Postar um comentário